Vegetação

Estudos realizados pelo PLANVASF englobaram uma área total de 691,0 mil km2 (69,1 milhões de ha), correspondendo à totalidade do território dos municípios, mesmo daqueles parcialmente inseridos no Vale e não inclui áreas do Distrito Federal e de Goiás. Para a área assim definida, tem-se que as terras ocupam 68,5 milhões de ha (99,1%) e que as águas internas ocupam 0,6 milhões de ha (0,9%).

A distribuição das terras do Vale, por Estado, com relação à vegetação/uso atual, é apresentada no quadro a seguir.

Vegetação/Usos da Terra (mil ha)
Vegetação/UsosMGBAPESEALTotal%
1 - Floresta2.983,02.425,631,032,033,05.504,68,0
2 - Cerrado14.421,18.800,9---23.222,033,9
3 - Caatinga589,08.355,74.875,6368,7335,514.524,521,2
4 - Áreas de contato220,07.174,9114,040,062,77.611,611,1
5 - Áreas antrópicas7.413,05.929,02.096,7374,01.209,817.022,524,8
5.1 - Agricultura360,72.181,71.565,7156,0552,54.816,67,0
5.2 - Pastagens6.347,73.638,3523,0218,0657,311.384,316,6
5.3 - Reflorestamento529,695,0---624,60,9
5.4 - Usos diversos175,014,08,0--197,00,3
6 - Áreas ecológicas214,5375,449,91,021,8662,61,0
6.1 -Refúgios-275,6---275,60,4
6.2 - Preservação214,599,849,91,021,8387,00,6
Total25.840,633.061,57.167,2815,71.662,868.547,8100,0

Fonte: PLANVASF.
OBS.: O PLANVASF excluiu Goiás e Distrito Federal em seus levantamentos.

No que se refere à vegetação natural, constatou-se um elevado grau de dependência em relação ao clima, sendo que a topografia e a natureza do solo também afetam a distribuição da vegetação natural, na medida em que condicionam o volume de água retido pela terra. De acordo com as condições naturais, observou-se três tipos principais de vegetação - floresta, cerrado e caatinga: